CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Dor



Os cabelos pulam fora da cabeça,
Meu coração bate forte,
A minha face se distorce,
E por incrível que pareça
Isso não é a dor da morte;
É a de querer, com ânsia forte,
Que o meu coração te esqueça.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Conformado



Tudo o que tenho feito
É acumular expectativas,
Multiplicar a dor no peito...
É acreditar que ainda há jeito
Enquanto as brasas estão vivas...
É dar a face ao efeito
Do transbordar das tuas iras...
É aceitar tuas mentiras...
É receber-te no meu leito...
Deixar que acendas minha pira...
Leves teus planos a efeito.
E mesmo que me torne em cinzas,
Encontrarei ainda um meio
De perdoar os teus defeitos.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Pensamentos Dispersos



Ando tão disperso,
Que nem minhas meias verdades são mentiras completas
Nem minhas oposições são totalmente contrárias
Nem minhas suposições são parcialmente corretas.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Números



Uma vida
Duas faces da moeda
Três dimensões
Quatro estações
Cinco sentidos
Seis cordas do violão
Sete notas musicais
Oito bits em um byte
Nove musas
Dez mandamentos
Onze linhas até aqui.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Minha sina



Era minha sina
Me apaixonar pela menina,
Que de mulher só tinha a cisma,
O corpo, o riso, o olhar e a ira.
E eu nem trepei nem saí de cima;
Perdi um amor, mas ganhei a rima.

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Seresta



Pisei no ar,
Caí no mar;
Não sei dançar,
Cantar não sei.
Mas já cheguei
Fazendo festa,
Da sua seresta
Eu sou o rei.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Dando um jeito



Dobrei,
Torci,
Apertei,
Até caber
No meu peito
O amor que sinto
Por você.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Do nosso discurso



Faltou em nós uma palavra;
Apenas uma palavrinha foi o que faltou.
Aquela bendita de quatro letras...
O que faltou em nós foi AMOR.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Da morte do trema



O trema morreu, mas o sabor e o som da linguiça ficaram intactos, cinquenta reais ainda valem por cinco notas de dez, os pinguins nem sentiram falta e sequestro continua sendo crime!

Afinal, pra que servia o trema mesmo? Tinha alguma coisa a ver com a independência de uma vogal, que nem por isso perdeu sua independência.

...

Saudades, trema! Você me rendeu muitos pontos nas redações e ditados.
Descanse em paz!

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Tentando despistar



Apaguei os rastros,
Ocultei as evidências;
Só me resta a consciência,
E esta, sei que não apago.

Contribua

pensador.info

deviantART

Parceiros

Divulgue!

create your own banner at mybannermaker.com!

Copie este código para exibir meu banner no seu site:

Livros que estou lendo...

PerguntaÊ!