CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS

sábado, 28 de abril de 2012

ex omnes



De todos os motivos: 
De todas as loucuras: 
De todas as vontades: 
De todas as doçuras: 
Você; 
A minha; 
A nossa; 
A sua.


Àquela, que de todas é o único motivo pelo qual minhas loucuras se convertem em razão (e vice-versa), que me faz achar nas nossas vontades o meu desejo, que me faz ter em sua doçura a minha satisfação. A você, meu amor (minha menininha) dedico estes versos.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Deságue



O rio secou; 
Sacou do leito a areia, 
Matou de sede a sereia 
Que o esperava no mar.

O rio chorou 
Seu luto pela sereia; 
Molhou de pranto a areia 
E atirou-se no mar.


domingo, 15 de abril de 2012

Eu onírico



Me aninho e me consolo 
Na textura do teu solo. 
Na verdura do teu mato 
Me estendo e te abraço. 
No teu rio meus banhos tomo; 
O teu ser selvagem domo… 
Nos meus sonhos, 
Nos meus sonhos.


quinta-feira, 12 de abril de 2012

Réalisant



Vivendo a agonia 
De ter a cada dia 
Desfeita a utopia de amar alguém, 
Deixei de ser tão crente 
No amor que ilude a gente; 
Tentei seguir sozinho ao lado de ninguém.

Eu não imaginava 
Que beijos davam asas, 
Que as cores eram todas feitas de você. 
Eu nem me dava conta 
Que a vida estava pronta 
Pra me fazer feliz bem junto de você.


--

Dedicado à minha doce Jéssica.

P.S.: Agora eu percebo, minha menininha, que somos um do outro...


segunda-feira, 2 de abril de 2012

Na dela



E ela, 
Na dela, 
Desenha um sorriso gostoso 
Na tela que é o meu rosto. 
E eu, bobo, 
Na dela.


--

Dedicado à menininha, Jéssica Karoline.

Contribua

pensador.info

deviantART

Parceiros

Divulgue!

create your own banner at mybannermaker.com!

Copie este código para exibir meu banner no seu site:

Livros que estou lendo...

PerguntaÊ!