CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS

domingo, 19 de setembro de 2010

Tudo é poesia



Poesia que ecoa na explosão da vida; 
Poesia que chora na sua partida. 
Poesia que abraça e que se faz presente; 
Poesia que lembra quem está ausente. 
Poesia que pulsa, se encolhe e se expande; 
Poesia que encontro por onde quer que eu ande. 
Poesia que louva, que ama e protesta; 
Poesia que é luto, namoro e festa. 
Poesia, tudo é poesia.


7 comentários:

Debyys disse...

Realmente, para você, qualquer coisa é poesia, afinal ela flui em você... Você devia escrever um livro mesmo, isso é tão intrínseco ao seu eu que se torna impossível entender onde começa a poesia e onde termina o Isaac, uma poesia ambulante. ;*

Isaac Marinho disse...

Sinto-me lisonjeado... ;)

Olá, Débora!

Bem, a poesia está aqui e ali - diante dos nossos olhos - eu apenas percebo e registro (sempre que posso).

Escrever um livro... é um sonho, sabe... talvez algum dia eu faça isso.

Espero que eu seja mesmo uma poesia ambulante... Que eu respire, coma, beba, transpire, faça, sonhe e viva poesia! =)

Obrigado pela visita e pelo comentário!

Volte sempre!! ;)

Abraços.

Anônimo disse...

Olá Isaac! Passei por aqui. Parei.
Poesia não é leitura para todos, porque poesia é alma que dói, "dor que se sente e não se vê"como dizia Camões.
Poesia são estados de alma.
A poesia nasce!
A poesia dói!
Por isso Isaac, estou aqui para dizer que você é todo poesia!
Parabéns. Visitarei mais vezes.
Tambem faço a minha poesia. mas não a ponho no blog. Neste é mais tipo prosa poética. Convido-o a vir a minha casa. Quer? E bata à porta, para saber que passou!
wwwanjoazul.blogspot.com
Bjis

Júh Albuquerque disse...

Poesia que encanta e alegra o coração de quem tá longe.

Um beijo, tamagotchi. ")

taniam disse...

Lindos textos, Isaac! Como sempre!!!

beijos e boa semana querido amigo!

taniam disse...

Lindos textos, Isaac! Como sempre!!!

beijos e boa semana querido amigo!

Isaac Marinho disse...

Sinto-me lisonjeado... ;)

Olá, Débora!

Bem, a poesia está aqui e ali - diante dos nossos olhos - eu apenas percebo e registro (sempre que posso).

Escrever um livro... é um sonho, sabe... talvez algum dia eu faça isso.

Espero que eu seja mesmo uma poesia ambulante... Que eu respire, coma, beba, transpire, faça, sonhe e viva poesia! =)

Obrigado pela visita e pelo comentário!

Volte sempre!! ;)

Abraços.

Contribua

pensador.info

deviantART

Parceiros

Divulgue!

create your own banner at mybannermaker.com!

Copie este código para exibir meu banner no seu site:

Livros que estou lendo...

PerguntaÊ!