CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Pedinte



Atravesso as madrugadas,
Dobro a esquina da manhã;
Me arrasto nas calçadas,
Sinto o cheiro de maçã.
Me contorço num esforço
A buscar o que passou...
De uma noite mal dormida,
A fadiga é o que restou.
Vejo a luz do sol faceiro;
Benfazejo vento vem...
Traz perfumes de outras frutas,
Faz-me viajar também
No frescor de um dia lindo,
Que entorpece e consola;
Posso então dizer, sorrindo:
Por favor, dê-me uma esmola.


3 comentários:

Tanya disse...

Não sabia que eras poeta... Adorei!! Fez-me pensar bastante!

beijos e te linkei, claro!

Isaac Marinho disse...

Olá, Doutora!!!

Pois é, tento ser poeta por aqui de vez em quando.

Fico feliz em saber que você gostou do poema. =)

Outros beijos!

Obrigado pela visita e volte sempre.

Isaac Marinho disse...

Olá, Doutora!!!

Pois é, tento ser poeta por aqui de vez em quando.

Fico feliz em saber que você gostou do poema. =)

Outros beijos!

Obrigado pela visita e volte sempre.

Contribua

pensador.info

deviantART

Parceiros

Divulgue!

create your own banner at mybannermaker.com!

Copie este código para exibir meu banner no seu site:

Livros que estou lendo...

PerguntaÊ!