CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Vidagame



Sempre quis ser forte, o mais forte da turma. Essa sempre foi a minha maior fraqueza. Eu pensava na vida como um jogo eletrônico, em parte eu estava certo, mas nunca reparei que não havia um save, um load save, um memory stick, um botão de power ou de reset. Assim fui trilhando o caminho que me parecia mais fácil, até notar a ausência desses recursos no meu jogo, errr... quiz dizer, na minha vida.
Começou com a perda de alguns companheiros de jogo, eles se iam e não voltavam. Aí percebi algo estranho: Nesse jogo você já começa na vida 0 (zero) e não há como voltar de um save point após a perda dessa vida.
Mas continuei jogando.
A próxima descoberta foi a quantidade infinita de desafios, sub-chefes e chefes que esse jogo tem e, uma infinidade de fases. Mas eu estava achando o máximo, ganhando levels e "itens", fui evoluindo. Alguns itens foram se tornando indispensáveis, pois me permitiam fazer grandes viagens e até entrar em mundos alternativos. Havia cogumelos que davam vida, pó que permitia fazer viagens entre mundos, tinha até um cigarro de erva que possibilitava algumas viagens (esse era muito utilizado) com a vantagem de se sofrer menos danos (era o que diziam).
Quando cheguei no level 999 (20 anos, talvez mais cedo que muitos) meu jogo travou. Não sei qual foi o motivo, mas meu char acabou em uma tal de clínica de desintoxicação. Foi lá que alguém me disse uma frase interessante: "Não JOGUE sua vida fora!"
Graças a Deus que eu não cheguei ao fim do jogo, alguns amigos viram a tela de Game Over[dose] e se foram, para tristeza de suas famílias.
Então é isso. A vida tem mesmo desafios e fases, mas é bem diferente dos games. Hoje eu digo: Viva intensamente, mas não jogue sua vida fora!

1 comentários:

Paladyno disse...

O pior é que ainda existem muitos que enfrentam a vida como um jogo de criança!
O jogo da vida é um jogo de adultos. Ou você é adulto e joga como um adulto ou você pede conselhos a um adulto responsável. Não adianta ser adulto com cabeça de criança ou ter um irresponsável que joga a vida fora.

Contribua

pensador.info

deviantART

Parceiros

Divulgue!

create your own banner at mybannermaker.com!

Copie este código para exibir meu banner no seu site:

Livros que estou lendo...

PerguntaÊ!